Aqui você saberá mais detalhes desse caso que abalou o Brasil em 1989










Blog criado para divulgar este caso que com o passar dos anos acabou sendo "esquecido". Maristela foi friamente assassinada pelo ex marido que também atirou contra os 2 filhos do casal e o cunhado em 04/04/1989. Depois de mais de 21 anos de espera na justiça, o caso foi à juri popular no dia 01/06/2010 em Jaboatão dos Guararapes, PE.O assassino foi condenado a 79 anos, ficou foragido por 2 anos e 5 meses, e graças a uma denúncia anônima foi capturado e preso em outubro de 2012.

Hoje!

Alívio, satisfação e saudade.
Eis os sentimentos que nos tomam ao saber que, enfim, o assassino foi preso e deverá começar a pagar pelo mal que nos fez. Começar a pagar, sim, pois temos certeza que sua punição está apenas no início. Foi com alívio que recebemos a notícia e pudemos transmiti-la aos nossos sofridos e queridos avós ainda em vida; foi com satisfação que vimos a justiça chegar até nós e, de certa forma, servir de exemplo para outros covardes e foi com saudade que, mais uma vez, nos lembramos do nosso grande amor que se foi pelas mãos de um fraco.

É uma mistura de sentimentos que nos confunde, talvez pela longa espera, talvez pela frustração de sentir que, ainda assim, dói e dói muito. A prisão de José Ramos, em nossa visão, fechou um ciclo, mas, é como se ainda faltasse algo, como se ainda não tivesse sido respondida a pergunta “por que”.

Por que conosco? Por que com ela? Por que ele?

Refletindo juntos, entendemos que essa resposta não nos será revelada por ninguém, simplesmente porque é óbvia e dura. Tudo isso aconteceu porque o mal existe. A solução para nossas inquietações será o que sempre nos acalentou: o amor de nossa família e a certeza que Deus existe e que sempre esteve no controle de tudo!

O que parece surreal aconteceu conosco (a tragédia) e que parecia inacreditável também nos aconteceu (nossa recuperação), tudo isso se deu devido ao amor que nos une e que recebemos de todos familiares, amigos, conhecidos, desconhecidos....de todos, menos do assassino.

Que sua pena seja paga, que o sofrimento lhe torne menos desprezível, pois o único sentimento que conseguimos sentir, hoje, é pena desse ser inferior e oco. Somos indiferentes ao seu triste destino que a Justiça tratou de trilhar, afinal qualquer pena é menor que a pena que nos foi imposta: a de viver sem nossa mãe.





Seguimos agora com a paz da certeza de uma esperança que agora se materializou em JUSTiça!

11 comentários:

Eliana disse...

Realmente são perguntas que ficarão sem resposta, mas sigam em frente e lembrem-se que onde estiver a sua maezinha sempre estará "cuidando" de vocês. E ele vai ter o castigo que merece.
Fiquem com DEUS!

Mosaicos de uma vida disse...

Os porquês sempre existirão, pois não encontraremos respostas para tamanha barbárie.

Também fico aliviada e satisfeita por saber que a justiça será feita.

Parabéns ao Delegado Cláudio Castro e equipe, que em menos de 15 dias prendeu tanto o assassino de Maristela como o assassino da professora Izaelma.

Parabéns as pessoas que, anonimamente, colaboraram nas investigações.

Que Deus conceda a PAZ que essas famílias merecem!

Anônimo disse...

Graças a Deus a justiça foi feita e o assassino está impedido de praticar outro crime. Espero que as vítimas/família possam dormir tranquilas e que continuem com essa união e amor que tudo dará certo. Um dia ainda serão compensados por tudo o que passaram.

Anônimo disse...

Caros, fico muito feliz por vocês. Finalmente a justiça resolver dar as caras nesta causa, quero aproveitar para mencionar que uso este caso em análise em minha monografia na conclusão do curso de Direito, sobre crimes passionais, existem análise de vários casos famosos na mídia, mas escolhi este, pelo decorrer da história e por ser um caso famoso nacionalmente porém regional.
Abraços,

Luana Nogueira
nogueira_luana@hotmail.com

Fruto do Espírito disse...

A Paz de Cristo,

Conhecer seu blog alegrou meu coração.
Deus é nossa justiça! Ele sabe derramar o bálsamo do Espírito para consolar o coração ferido pela perda.

Como prova do meu amor cristão deixo uma lembrancinha que fiz, espero que goste do acróstico:

C ultivar uma vida de oração.
R evigorar-se pela leitura diária da Palavra.
E star sempre disposto a obedecer a Deus.
S er uma testemunha fiel no viver e no falar.
C onsagrar a Deus seu corpo, tempo e talentos.
E sperar de Deus a orientação para a vida.
R evestir-se do poder do Espírito Santo.

Nós precisamos CRESCER na Graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog, deixo o convite.
http://frutodoespirito9.blogspot.com/

Em Cristo,

***Lucy***

P.S. Convido a visitar o blog do irmão J.C. repleto de mensagens abençoadoras; algumas polêmicas, porém ricas de entendimento.

Acesse:
http://discipulodecristo7.blogspot.com/

Bruno Almeida disse...

Nathália,

Vi hoje pela manhã a reprise do documentário da GNT. Curioso que eu não tenho o hábito de assistir a este canal. Simplesmente, por alguma razão, ontem à noite a tv ficou sintonizada nele.

Depois do café da manhã, como faço quase todos os dias, liguei a televisão pra assistir a qualquer coisa por uns 5 minutos, relaxar, e depois sair de casa para trabalhar.

E foi quando reparei no rosto e na voz familiares. A Nathália Just, minha colega de trabalho do fórum de Santo Amaro, na televisão, falando sobre sua vida. Assisti a todo o documentário.

Quiz poder te dizer alguma coisa. Não sei qual a palavra que define o que eu senti enquanto assistia, mas vou tentar dividir com você o que passou pela minha cabeça.

Você sempre me pareceu uma pessoa muito do bem. Sempre me passou uma energia muito positiva. E depois de conhecer uma parte da sua história de vida, isso é ainda, pra mim, mais impressionante.

É que quando a vida maltrata a gente da forma que te maltratou, é incomum exalar tanta coisa boa. Mas você, de alguma forma, consegue.

Acho que você alcançou algo que pouquíssimas pessoas conseguem: tratar a vida bem, mesmo que ela tenha lhe feito muito mal. E isso exige muito da gente, muita grandeza de espírito. É de admirar.

Por isso tudo, mais do que ninguém, você merece ser muito feliz.

Um beijo,

Bruno.

Any Carvalho disse...

Acabei de ver no gnt e fiquei pasma com a historia e a falta de impunidade, mais ainda com a declaração do pai dele, é muito chocante, quem essas pessoas pensam que são para ainda defenderem um crime tão brutal eles esquecem que netos também são família e pior na época crianças inocentes, sou pernambucana também infelizmente não soube do caso na época, mais que bom que mesmo depois de tanto tempo houve justiça. Admirei demais sua força e que Deus dê uma vida maravilhosa e muito feliz e que esse passado triste fique no lugar dele, apenas um passado que passou.

bolinha55cipri disse...

MARISTELA, HOJE VI ESTA REPORTAGEM, FIQUEI EMOCIONADO COM DESFECHO, E PERCEBE EM TI ALGO PRECIOSO, LONGE DE VINGANÇA,OU DESTE SENTIMENTO, TENHO 59 ANOS A SUA ATITUDE EM PRO DA JUSTIÇA E MUITO NOBRE..SUA CAUSA E justa, embora sabemos da origens da lei, com base helenica e romana, fico feliz em saber que esta de certa forma ligada a justiça, a capacidade de Matar e estudada em fatos desde a antiguidade, mais é algo incompreensível, pelos mecanismos e elos a que se liga.
Parabens pela coragem de enfrentar laços parientais pela justca ainda que falha....

Monica Pimentel disse...

A justiça de Deus não falha. Este monstro vai para cadeia pagar pelo dano causado a uma mãe Maristela Just, deixando seus filhos órfãos. Tão criminoso quanto ele será o juiz que o absolver.

Monica Pimentel disse...

Vamos a luta na defesa aos filhos de Maristela Just brutalmente assassinada pelo monstro José Lopes. Confio na justiça de Deus e tão monstro será o juiz que der absolvição a este assassino.

Monica Pimentel disse...

Vamos a luta na defesa aos filhos de Maristela Just brutalmente assassinada pelo monstro José Lopes. Confio na justiça de Deus e tão monstro será o juiz que der absolvição a este assassino.

Você se lembra deste caso?