Aqui você saberá mais detalhes desse caso que abalou o Brasil em 1989










Blog criado para divulgar este caso que com o passar dos anos acabou sendo "esquecido". Maristela foi friamente assassinada pelo ex marido que também atirou contra os 2 filhos do casal e o cunhado em 04/04/1989. Depois de mais de 21 anos de espera na justiça, o caso foi à juri popular no dia 01/06/2010 em Jaboatão dos Guararapes, PE.O assassino foi condenado a 79 anos, ficou foragido por 2 anos e 5 meses, e graças a uma denúncia anônima foi capturado e preso em outubro de 2012.

Diário de Pernambuco on line

Confira a matéria veiculada

10 comentários:

Paulo Jorge Jnr disse...

Minha cara Nathália, bom dia. Tomei conhecimento desse caso há apenas dois dias, através de uma declaração medonha do pai do seu pai(não sei se você me permitiria chamá-lo de seu avô)na rádio Jornal. Uma opinião infeliz, idiota, de uma pessoa extremamente cega pela vida mundana. Em nenhum momento, ele conseguiu enxergar que o filho cometera um crime, e também não conseguiu ver que acabou de cometer outro, incentivando a violência. Como pode alguém letrado, conhecedor das leis, agir de forma tão animal, irracional? Estaremos do seu lado, do lado da sua família, porque a Pessoa que está agora ao lado da sua mãe, fará a justiça do jeito que ela deve ser. Fica com Deus. Um abraço.

Mara disse...

Cara Nathália,

Manobras processuais são táticas dolorosas para a família da vítima, mas elas também findam. Tenha fé. A justiça de Deus não falta nunca!

Patrícia disse...

Moro em Goiás e acompanho o caso Maristela Just. Queria muito estar no julgamento para ver a defesa alegar defesa da honra. Será que essa defesa, mesmo com a Constituição de 1988 e e Declaração dos Direitos Humanos e atual conjuntura social que vivemos acha mesmo que a honra de uma pessoa é mais importante que uma vida? Se os jurados forem pessoas de bem, saberão valorizar a vida que foi perdida e os trumas desta tragédia na vida desta família. Patrícia cristina Viana - Anápolis/GO 13/5/10

Taciana Góes disse...

Meninos (Nathália e Zaldinho), estou rezando para que a justiça humana seja feita e que isso conforte a família de vocês. Mas tenho certeza que para a dor de vocês se tornar ainda menor, vocês precisam perdoar a ignorância do pai de vocês.Ele plantou a própria infelicidade.Ao contrário do que Deus planejou para vocês serem uma família unida e feliz, ele optou pelo caminho doloroso do crime, da desagregação da família, da maldade. Tenham pena dele.Ele é digno da compaixão de vocês. Lembrem-se que a sua mãe os aguarda na eternidade, de braços abertos e com muito amor. Porque Deus não separa aqueles que se amam.E sei disso porque minha mãe faleceu há cinco anos, mas sempre a sinto pertinho de mim.Conservem da mãe de vocês a saudade saudável.Um beijo carinhoso.

Ary Nascimento disse...

Prezada Nathália,
Como homem, com 47 anos, recifense, casado a 22 anos e com dois filhos (um rapaz de 20 e uma menina de 15) não consigo imaginar o absurdo da situação a qual vocês foram submetidos. Gostaria de me solidarizar com vocês e dizer que espero que esse covarde seja condenado e preso.
Um forte abraço solidário.
Ary Nascimento (ary_casado@yahoo.com.br)

Regina disse...

Eu, uma cidadã comum, leiga em procedimentos judiciários, tenho dificuldade para entender tudo isso. Como pode ser explicado que um crime tão monstruoso demore 21 anos para ser julgado?

E, agora, o réu e o advogado simplesmente não comparecem? Como assim? Simplesmente resolveram não ir? Essa ausência, pra mim, é tão grave que já devia ser motivo imediato para trancafiar o réu numa cadeia.

Um absurdo atrás do outro. Isso é injusto com as vítimas, a família das vítimas e com todo cidadão que se comporta dentro da lei. Ainda que tardia, a devida punição do assassino será um alívio para todos que tem alguma dignidade.

Aline Santos disse...

Eu como mãe posso afirmar, que a sua está transbordando de felicidade por vocês serem livres e independentes, eu como ela estou orgulhosa em ver tanta dedicação a memoria de uma pessoa amada. Vocês já veceram! Todos nós já sabemos e o mais importante é que Deus já decretou a vitoria e isso basta! um beijo muito grande!

Anônimo disse...

SOU DE FLORIANÓPOLIS, ESTOU ACOMPANHANDO O CASO E TENHO CERTEZA QUE ESSES JURADOS SÃO SERES HUMANOS E VÃO FAZER JUSTIÇA PARA VOCÊ E SEU IRMÃO VEREM ESSE MONSTRO COM PENA MÁXIMA.

mviviane disse...

Cara Nathália,
Força e acredite em Deus que a justiça dos homens tarda mais não falha. E a de Deus, bem, esta já foi sentenciada. Tenho um blog e escrevi um pouco sobre o caso de sua mãe e minha completa revolta pela atitude do advogado do réu. Acesse: http://cultura-e-direito.blogspot.com/

Abraços.

vivian disse...

Novamente 1 absurdo aconteceu ( dia 13 de maio de 2010), o assassino José Ramos não compareceu, nem tão pouco o advogado dele, claro que isso já estava tramado, só pode ser, para fazer os outros de idiotas! MAS DEUS É PAI E JUSTO!!!! E dia 1 de junho vai ter a última audiência e nós brasileiros ou não: Temos a convicção que será feita a justiça! Pelo que vocês vêm o assassino está sendo muito bem articulado pelos advogados, já que o pai dele é um advogado conhecido e deve , com certeza , está dando as ordens aos outros!!!! Mas nossa nação vai mostrar que está acabando com a impunidade, independente de cargos e quem antes não era preso pelos crimes cometidos, agora é!

Você se lembra deste caso?