Aqui você saberá mais detalhes desse caso que abalou o Brasil em 1989










Blog criado para divulgar este caso que com o passar dos anos acabou sendo "esquecido". Maristela foi friamente assassinada pelo ex marido que também atirou contra os 2 filhos do casal e o cunhado em 04/04/1989. Depois de mais de 21 anos de espera na justiça, o caso foi à juri popular no dia 01/06/2010 em Jaboatão dos Guararapes, PE.O assassino foi condenado a 79 anos, ficou foragido por 2 anos e 5 meses, e graças a uma denúncia anônima foi capturado e preso em outubro de 2012.

Crônica publicada em 24/04/2010 Caderno Cidades do Jornal do Comercio pág 4 - por Claudia Parente





7 comentários:

Carina disse...

Natália,
vi seu blog em um facebook de uma amiga em comum. Me emocionei muito com sua história, pois minha família foi vítima de um crime bárbaro e sem motivo. O julgamento foi em novembro do ano passado e graças a Deus deu tudo certo. Parabéns pela iniciativa em criar o blog e em divulgar esse caso que não pode cair no esquecimento. Torço para o juri faça justiça e que Deus te acompanhe sempre.
Um grande beijo,
Carina Oiticica

Andrea disse...

Natália,
Conheci a sua mãe, ela ainda estava grávida do seu irmão, acompanhei um pouco a relação tumultuada, torço muito que a justiça seja feita e acredito firmemente nisso, os tempos mudaram e hoje a justiça está mais transparente, que Deus abençoe você e a sua família e que a justiça prevaleça.
Um beijo,
Andrea

Fabio disse...

Torço para que qualquer tipo de crime seja ao menos julgado e mesmo sendo utópico, torçopara que os poderosos tenham o mesmo tratamento e que não possam interferir nos trâmites...Torço para que um crime com sintomas claros de premeditação ou orientação profissional como esse, tenha o julgamamento certo e lamento o silêncio da maioria dosorgão de imprensa....Força e Fé!!!

Luciano disse...

Foi feito também uma COMUNIDADE no ORKUT para divulgação do caso. Segue link http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=101220562

Paulo disse...

Só quem acompanha por tantos anos essa família, e, podendo testemunhar o amor que as vítimas desse monstro que me recuso a chamar de pai, recebem, pode também saber da esperança de JUSTIÇA que todos os familiares e amigos de Maristela Just depositam no nosso Poder Judiciário!... Nosso pares ( jurados ) terão a grande oportunidade de provar, que independente de quem comete o crime, pessoa influente ou não, a punição justa ( nem sei se só CADEIA é justo )deve ser aplicada!... Como diria o grande membro do Ministério Público Nelson Souto : "Esse juri, é só para homologar a sentença!..." Assim esperamos!... A família já foi condenada a ficar sem a presença da Maristela Just... Falta "homologar" a condenação do autor dessa tragégia!...

Paulo Roberto Pinho

Paulo disse...

Só quem acompanha por tantos anos essa família, e, podendo testemunhar o amor que as vítimas desse monstro que me recuso a chamar de pai, recebem, pode também saber da esperança de JUSTIÇA que todos os familiares e amigos de Maristela Just depositam no nosso Poder Judiciário!... Nosso pares ( jurados ) terão a grande oportunidade de provar, que independente de quem comete o crime, pessoa influente ou não, a punição justa ( nem sei se só CADEIA é justo )deve ser aplicada!... Como diria o grande membro do Ministério Público Nelson Souto : "Esse juri, é só para homologar a sentença!..." Assim esperamos!... A família já foi condenada a ficar sem a presença da Maristela Just... Falta "homologar" a condenação do autor dessa tragégia!...

Paulo Roberto Pinho

Fernanda Laura disse...

Fiquei muito comovida com o caso, não consigo entender tamanha falta de amor e humanidade. Como uma pessoa desta pode continuar vivendo normalmente, constituindo nova família, depois de praticar uma barbaridade destas. Espero que a justiça seja feita, ainda que muito tarde.

Você se lembra deste caso?