Aqui você saberá mais detalhes desse caso que abalou o Brasil em 1989










Blog criado para divulgar este caso que com o passar dos anos acabou sendo "esquecido". Maristela foi friamente assassinada pelo ex marido que também atirou contra os 2 filhos do casal e o cunhado em 04/04/1989. Depois de mais de 21 anos de espera na justiça, o caso foi à juri popular no dia 01/06/2010 em Jaboatão dos Guararapes, PE.O assassino foi condenado a 79 anos, ficou foragido por 2 anos e 5 meses, e graças a uma denúncia anônima foi capturado e preso em outubro de 2012.


Gente, fomos convidados e neste domingo 01/02, estaremos no Fantástico falando sobre a nossa história e processo judicial que se arrasta há anos na justiça como vocês bem sabem!  Agora o momento é decisivo, pois o último recurso da defesa está sendo julgado pelo STF (RHC 122168).
O mesmo pedido foi negado por unanimidade pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco - TJPE,  não foi conhecido, também por unanimidade, no Superior Tribunal de Justiça em Brasília -STJ (HC 200.453/PE), e agora chega ao Supremo Tribunal Federal - STF onde está em votação.

No STF o processo tem como Relator o Ministro José Antonio Dias Tofolli, o qual no dia 20/11/2014 deu seu voto FAVORÁVEL À ANULAÇÃO DO JULGAMENTO!!

Trata-se de réu que confessou a autoria do crime, foi preso em flagrante, julgado pelo Juri popular APÓS 21 ANOS da data dos crimes, foi condenado a 79 anos de prisão, ficou foragido por 2 anos e, agora, pretende anular um julgamento com os velhas manobras e práticas processuais de que vem se utilizando há 25 anos....

No HC que está a espera de julgamento no STF, o réu pede a anulação do julgamento pelo fato de a juíza ter realizado o júri sem a presença de seu defensor. No entanto, não há que se falar em qualquer nulidade, uma vez que o réu foi defendido por defensor público após todos os procedimentos legais para a sua realização.

Aliás, essa é uma manobra já utilizada pelo réu quando, em 1989, também através de um HC, conseguiu a anulação de parte do processo sob os mesmos fundamentos e comportamentos dos advogados que se habilitam e renunciam à causa propositadamente  fazendo do Poder Judiciário, da sociedade e de nós, reféns das manobras protelatórias.

Desta vez, no entanto, a repercussão do caso através dos meios de comunicação, o acesso público às decisões nos processos, bem como a voz da sociedade indignada, devem  surtir o efeito para que o Supremo Tribunal Federal promova a justiça SEM A VENDA NOS OLHOS.

Espero do STF uma decisão justa. Espero que os autos sejam minuciosamente analisados e que os ministros observem as estratégias da defesa. Espero que os ministros do STF decidam conforme a lei e o caso concreto. Espero que não deixem os crimes impunes porque de nada adianta termos uma lei Maria da penha, por exemplo, se processualmente se permitem manobras que impedem sua aplicação.

Está sendo bastante difícil e desgastante reviver todo esse drama novamente, mas se esse for mais um preço que teremos de pagar (sem nunca ter devido nada a ninguém) para a conquista de nossa dignidade, estamos aqui na luta não apenas por nossa história, mas pela memória de nossa mãe e das milhares de "Maristelas" que são mortas a cada dia sob o descaso da IMPUNIDADE.

Queria pedir a ajuda todos na divulgação do programa! 
Vamos usar a # para divulgar o assunto nas redes sociais

não podemos desistir da JUSTiça 






5 comentários:

Marcela Pontes disse...

Fiquei esperando, mas não passou a matéria.
Vai passar no próximo domingo?
Impossível não se emocionar com a história de vocês! E fico admirada com a recuperação dos dois.Realmente, é a prova de que Deus existe! Que Ele continue abençoando cada dia mais a vida de vocês.
Bjs

GUILHERME COUTINHO disse...

boa tarde Natália, nao consegui assistir a reportagem no fantástico e tb nao encontro o video no site da globo! como faço para assistir a matéria ? algum link ? força sempre
GUILHERME COUTINHO

GUILHERME COUTINHO disse...

BOA TARDE NATALIA,
NAO CONSEGUI ASSISTIR A REPORTAGEM NO FANTÁSTICO E TAMBÉM NAO ESTOU ENCONTRANDO NENHUM VIDEO SOBRE A MATÉRIA NO SITE DA GLOBO . VC PODE POSTAR ALGUM LINK PARA PODERMOS ASSISTIR ?

FORÇA E SUCESSO NESSA LUTA !

COUTINHO

Juliana Siqueira disse...

Estamos todos na torcida por vocês Nathália e Zaldo, e desejamos que a Justiça seja feita.

Vai dar tudo certo.

Isabela disse...

A reportagem passou dia 01/02 e assim como muitos brasileiros e brasileiras, fiquei revoltada em saber que a Justiça está cogitando anular o julgamento. Isso seria realmente uma afronta do STF à toda noção de justiça que possamos ter neste país. Seria premiar um assassino frio e calculista com mais um bonus por suas manobras sujas para escapar de sofrer a punição por este crime chocante.
Sugiro fazerem um abaixo assinado e conseguir o máximo de assinaturas possível para mostrar que estamos todos de olho na atuação dos nossos ministros e que a sociedade exige justiça para este caso!

Você se lembra deste caso?