Aqui você saberá mais detalhes desse caso que abalou o Brasil em 1989










Blog criado para divulgar este caso que com o passar dos anos acabou sendo "esquecido". Maristela foi friamente assassinada pelo ex marido que também atirou contra os 2 filhos do casal e o cunhado em 04/04/1989. Depois de mais de 21 anos de espera na justiça, o caso foi à juri popular no dia 01/06/2010 em Jaboatão dos Guararapes, PE.O assassino foi condenado a 79 anos, ficou foragido por 2 anos e 5 meses, e graças a uma denúncia anônima foi capturado e preso em outubro de 2012.

Mais uma vez, os subterfúgios legais da defesa são negados!

O relator do caso no tribunal, ministro Sebastião Reis Júnior, afirmou que não havia motivo para anulação porque o Código de Processo Penal autoriza a realização de júri sem a presença do acusado. “Não se vislumbra manifesto constrangimento ilegal passível de concessão da ordem de habeas corpus”. 
O ministro entendeu ainda que foram "esgotados" todos os meios para tentar localizar o réu. “Além de terem sido esgotados todos os meios para a sua localização, o acusado possui advogado constituído nos autos, o qual também foi devidamente intimado para o ato.”
Na avaliação do ministro do STJ, o acusado não foi prejudicado porque um defensor público esteve presente na sessão do júri.

Nenhum comentário:

Você se lembra deste caso?