Aqui você saberá mais detalhes desse caso que abalou o Brasil em 1989










Blog criado para divulgar este caso que com o passar dos anos acabou sendo "esquecido". Maristela foi friamente assassinada pelo ex marido que também atirou contra os 2 filhos do casal e o cunhado em 04/04/1989. Depois de mais de 21 anos de espera na justiça, o caso foi à juri popular no dia 01/06/2010 em Jaboatão dos Guararapes, PE.O assassino foi condenado a 79 anos, ficou foragido por 2 anos e 5 meses, e graças a uma denúncia anônima foi capturado e preso em outubro de 2012.

Túnel do Tempo...onde tudo começou.

No dia 04/05/1990 José Ramos Lopes Neto saiu de trás das das grades, onde deveria estar até hoje, voltando "livremente" a nossa sociedade graças a um Habeas Corpus impetrado por seu papai Gil Teobaldo e o seu advogado Boris Trindade. Apenas 1 ano e um mês depois de ter assassinado covardemente sua ex-mulher Maristela Just e tentado acabar com a vida dos 2 filhos e do cunhado!

O Habeas Corpus foi concedido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco através do desembargador CARLOS XAVIER PAES BARRETO SOBRINHO que foi o relator e o desembargador ANTÔNIO AMORIM como relator subtituto.

José Ramos assassinou a EX-mulher, tentou exterminar os próprios filhos, tentou matar o cunhado, foi preso em FLAGRANTE, CONFESSOU O CRIME e ainda tem Habeas Corpus concedido POR MAIORIA DE VOTOS no ano seguinte!!
1990, Tribunal de JUSTIÇA??? 


















Nenhum comentário:

Você se lembra deste caso?